INSTRUMENTOS
Marco Superficial

Modelo ESMP-10 / ESMP-11

O ESMP-10 compreende um pino de aço AISI-304 de cabeça semiesférica. Uma marca de cruz vermelha é detalhada em sua parte superior. As variações (modelo ESMP-11 / ESMP-12) estão disponíveis para diferentes aplicações com varetas de extensão / âncoras, placa de rejuntamento.

Uma tampa protetora com trava também está disponível opcionalmente como por exigência.

O objetivo da instalação dos marcos superficial é o acompanhamento dos deslocamentos verticais e horizontais do maciço em relação a uma referência indeslocável (conhecida como Bench Mark - BM). Os deslocamentos horizontais são medidos através de colimações geodésicas, enquanto que os deslocamentos verticais (recalque) serão medidos através de nivelamento de precisão.

Os marcos superficiais (MS) são instrumentos simples. O instrumento é basicamente constituído de elementos metálicos, em aço inox ou aço carbono galvanizados, que propiciam repetitivilidade, no que se refere ao posicionamento do prisma topográfico, durante o processo de leitura.

As leituras poderão ser feitas através de estação total desde que o aparelho assegure precisão da ordem de ± 3 mm para distâncias da ordem de 400m. A equipe de leitura deverá ser experiente e cuidadosa, para permitir leituras com esta precisão. Os marcos são lidos posicionando-se a estação topográfica em local adequado (que permita visar os MS), assim "lê-se" a referência indeslocável (BM) e a partir dai faz-se a leituras dos marcos superficiais, normalmente utilizando-se de prisma de pequeno porte.

As principais vantagens deste sistema de monitoramento são o baixo custo, e a facilidade de instalação e manutenção. Como desvantagens podemos citar a necessidade de equipe de topografia no empreendimento, a impossibilidade de acompanhamento em tempo real, a imprecisão das leituras em dias ensolarados, a impossibilidade do monitoramento em dias chuvosos e  a facilidade de danos, por acidentes ou vandalismo, uma vez que o instrumento fica exposto. Este inconveniente pode ser minimizado com a utilização de tampas de proteção.

 

MODELOS DISPONÍVEIS

Apesar de obrigatoriamente possuírem características imprescindíveis a um monitoramento confiável, os modelos de marcos superficiais podem variar de entre as empresas projetistas. Contudo, a principal diferença está no tipo de material em que o MS será instalado e nas condições de instalação. A ENCARDIO BRASIL oferece a seus clientes três modelos padrões, os quais atendem praticamente todas as condições:

MSS - Marco Superficial para instalação em Solo

MSC - Marco Superficial para instalação em Concreto endurecido (ancoragem química)

MSCf - Marco Superficial para instalação em Concreto fresco (ancoragem no concreto - Tipo rabo de andorinha)

ESPM-10 – Modelo importado para instalação em solo.

ESPM-11 – Modelo importado para instalação em rocha ou estrutura de concreto.

É importante lembrar que em alguns locais são necessárias as tampas de proteção, visando minimizar os riscos de impactos mecânicos ou vandalismos, causadores de incertezas nas medições. A decisão de proteger ou não o instrumento, quando não previsto nos projetos, deve ser do próprio cliente, após avaliação dos riscos de sua obra.

Clique "aqui"  para acessar a ficha detalhada de dados do Modelo ESMP-10.

Clique "aqui"  para acessar a ficha detalhada de dados do Modelo ESMP-11.

 

SOBRE A AQUISIÇÃO 

A programação de compra destes instrumentos é muito importante, por serem importados o prazo de importação é de 10 a 60 dias, eventualmente a COMMETRO possui peças em estoque.

 

Solicitar orçamento - comercial@commetro.com.br

Rua Brusque 225e
Bairro Bela Vista
Chapecó-SC - CEP 89804-230
Tel.: (49) 3025-2267 | (49) 9 9128-8017
E-mail: comercial@commetro.com.br